Taubaté – SP: Testamentos e Inventários Séc. XVI e XVII

Artigos Genealógicos

Inventários e Testamentos de Taubaté
2º Ofício – SÉC XVI E XVII

Em 1939, Félix Guisard Filho publicou pela Athena Editora, para a coleção Biblioteca Taubateana de Cultura, História, Volume IV, o Índice de Inventários e Testamentos (Achegas à História de Taubaté).

Félix Guisard Filho nasceu em Estrela, na raiz da serra de Petrópolis, no Estado do Rio de Janeiro, aos 31.03.1890, sendo o primeiro filho de Félix Guisard e de Jeanne Rosand. A família mudou-se para Taubaté no mesmo ano de 1890. Cursou a Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro. Formado em medicina desde 1914, ingressou no Corpo Médico do Hospital Santa Isabel, ocupando os mais destacados postos como Provedor e Diretor Clinico até 1956. Também como industrial, fazendeiro e principalmente historiador, foi incansável pesquisador de fatos históricos, nacionais e de Taubaté e Ubatuba. Reuniu vários documentos, fontes primárias da historia de Taubaté, formando uma coleção denominada “Taubaté”, composta de oito volumes, além de publicar um estudo bibliográfico “Dom José da Silva Barros – sua vida e obra”, e os cinco volumes da “Biblioteca Taubateana de Cultura”. Ocupou os mais destacados cargos na Federação das Indústrias de São Paulo. Como político, foi Vereador, Presidente da Câmara Municipal e Prefeito de Taubaté. Jornalista, fazia parte do quadro da Associação Paulista de Imprensa, do Instituto Histórico e Geográfico e outras agremiações culturais. Foi intelectual e conferencista de renome e seus trabalhos elevaram a cultura taubateana. (Taubateanos Ilustres – in http://www.taubate-sp.com.br/taubateanos.htm). Faleceu a 06.10.1964, em Taubaté.

O autor organizou cuidadosamente este Índice, apresentando em ordem alfabética, os nomes de todos aqueles que, no transcurso do largo período de 1646 a 1934, fizeram seus inventários e testamentos na cidade de Taubaté.

Divide-se o livro em duas partes: a primeira, relativa ao período de 1842 a 1934, relaciona não só os nomes dos inventários, mas também os dos documentos existentes no cartório do 1.º Ofício daquela cidade, com um total de 1038 indexações (pp.7-96); e a segunda, que abrange uma época anterior, de 1646 a 1905, enumera todos os inventários encontrados no cartório do 2.º Ofício, com um total de 2.367 indexações (pp.97-196). O total geral dos nomes dos inventários do índice alcança o número de 3.405.

Cabe registrar que os três volumes anteriores da Biblioteca Taubateana de Cultura, tema História, também são da lavra de Félix Guisard Filho, sendo o III – Nome, Limites e Brasões – Itacurussá.

Diante das dificuldades de se encontrar esta obra, e querendo facilitar aos levantamentos genealógicos dos que se dedicam àquele Município, selecionei os mais antigos documentos daquela edição, postando aqui a listagem do 2.º Ofício, somente dos séculos XVI e XVII.

Fica para uma outra ocasião os demais documentos relacionados pelo pesquisador Félix Guisard Filho.

Carlos Eduardo de Almeida Barata
Rio de Janeiro, junho 2008

Baixar arquivo em PDF