Galeria de Associados

Leopoldo Antonio Feijó Bittencourt

Filho do Cel. Leopoldo Rodolpho Pinheiro Bittencourt e de Irene Francisca Feijó Bittencourt, nasceu no Rio de Janeiro a 13 de junho de 1893. Bisneto do político e jurista José Feliciano Fernandes Pinheiro – Visconde de São Lourenço, e neto – pelo lado materno, do Visconde de Santa Isabel. Casou com Carmen da Silveira, sendo seus filhos: Leopoldo Rodolpho, Gustavo Francisco, Luiz Antônio, José Maria e Irene. Faleceu no Rio de Janeiro a 15 de março de 1957. Educador e jurista. Bacharelou-se em Direito pela Faculdade de Ciências Jurídicas e Sociais do Rio de Janeiro em 1916. Professor de Português e História do Brasil no Instituto de Educação, escola de formação de professores, no Rio de Janeiro. Livre-docente e catedrático interino de Direito Constitucional da Faculdade de Direito da então Universidade do Brasil, atual Universidade Federal do Rio de Janeiro. Professor de Direito da Escola Comercial Amaro Cavalcanti, da Prefeitura do então Distrito federal (Rio de Janeiro), de 1931 até o seu falecimento. Foi Oficial de Gabinete do Interventor no Estado do Rio de Janeiro (1923) e Secretário do Interior e Justiça do mesmo Estado (1924-28). Fez parte da Comissão de História e Letras de Coimbra, Portugal. Sócio fundador do Instituto Histórico de Petrópolis. Membro da Conimbrigensis Instituti Academia, dos Institutos Históricos e Geográficos da Bahia e de São Paulo, da Sociedade de Geografia do Rio de Janeiro, da Academia Portuguesa da História e da Academia Nacional da História – Argentina e do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, onde fez parte da direção da Revista do IHGB e da Diretoria como 2º secretário a partir de 1943, sendo sócio benemérito a partir de 15.08.1949. Associou-se ao Colégio Brasileiro de Genealogia em 1955. Publicou Os Fundadores do IHGB, obra com 518 páginas, e diversos trabalhos no Jornal do Comércio do Rio de Janeiro, em outros periódicos, e na Revista do IHGB, entre os quais citamos: Centenário do nascimento do Ministro Antonio Joaquim de Macedo Soares; Domingos José Nogueira Jaguaribe; Centenário do bacharelado em Letras de Ferreira Viana; Quem escreveu e como escreveu acerca do barão do Rio branco; O grande nome da Independência; Manuel Marques de Sousa, conde de Porto Alegre, e a Política Nacional; Tavares de Lyra, professor; Ministro Alfredo Valadão; Vida de Manuel Cícero Peregrino da Silva.