Galeria de Associados

Evadyr Molina

Filho de Antônio Molina e Eponina Castro Molina, nasceu na Covanca, município de São Gonçalo, Estado do Rio de Janeiro em 20 de julho de 1931. Casou-se com Zilma de Rezende Molina, tendo três filhos: Valéria, Cláudia e Alexandre. Professor. Nos anos 50, quando cursava a Faculdade Letras, entrou para os Correios como carteiro. A seguir foi promovido a telegrafista e seguiu carreira na empresa, chegando a Chefe da agência de Correios de Icaraí, Niterói-RJ. Em 1967 abandonou os Correios, ingressando no magistério. Formado em Letras pela antiga Faculdade Fluminense de Filosofia, atual Universidade Federal Fluminense – UFF, foi professor de Língua Portuguesa e pedagogo. Lecionou 30 anos no Instituto Cléia Nanci, e também nos Colégios Independência, Rubem Berta e São Gonçalo – todos no seu município natal. Publicou dois manuais de Redação e um de Gramática. Escritor e historiador. A esta última função dedicou os últimos anos de sua vida, produzindo sérios estudos sobre a história de São Gonçalo (município do Estado do Rio de Janeiro), em parceria com o também historiador Salvador Mata e Silva. Sua dedicação à pesquisa histórica gonçalense iniciou-se em 1985 quando participava da Associação de Moradores da Venda da Cruz. Sua base eram os documentos de terras, cujo acervo encontra-se no Arquivo Nacional, local em que passava quase todo seu tempo.  Em co-autoria com Salvador Mata e Silva, iniciou coleção sobre São Gonçalo, publicando São Gonçalo no Século XVI, e a seguir São Gonçalo no Século XVII.  Já tinha terminado o terceiro volume São Gonçalo no Século XVIII, estando em plena atividade para seu lançamento no dia 23 de outubro de 1998, quando no dia 9 foi vítima de um colapso cardíaco, falecendo aos 67 anos. Foi sepultado em Niterói-RJ, no Cemitério Maruí. Membro da Academia Gonçalense de Letras, Artes e Ciências – AGLAC e um dos mais ativos colaboradores do Projeto Memor do Instituto Gonçalense de Pesquisa e Memória, mantido pelo Instituto Cultural Brasil-Estados Unidos – ICBEU. Membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Gonçalo, que instituiu a honraria “Medalha Evadyr Molina”; do Instituto Histórico de Niterói e do Círculo Lingüístico do Rio de Janeiro. Seu nome foi dado à escola municipal em Venda da Cruz, onde residiu e que foi a origem de seu interesse pela pesquisa. Associou-se ao Colégio Brasileiro de Genealogia em 26 de fevereiro de 1991. Publicou: Redação Técnica – Projeto Empresa, MEC, Brasília – 1981; Fundamentos de Redação – 1998; Pontos de Estudos Gramaticais da Língua Portuguesa – São Gonçalo, ICBE – 1992; São Gonçalo no Século XVI – co-autor . São Gonçalo, 1995; São Gonçalo no Século XVII – co-autor – São Gonçalo, 1997; São Gonçalo no Século XVIII – co-autor. São Gonçalo, 1998. Deixou no prelo: Venda da Cruz.