CBG – Colégio Brasileiro de Genealogia: Carlos Eduardo de Almeida Barata
Sócios Titulares

Carlos Eduardo de Almeida Barata

Natural da cidade do Rio de Janeiro, nasceu em 31 de janeiro de 1957. Cursou engenharia na Universidade Gama Filho e Arquitetura na Universidade Federal do Rio de Janeiro, e dedica-se à pesquisa histórica e genealógica, com incursões no campo da heráldica.

Fez parte do Projeto “Corredor Cultural” da Rua da Carioca, montado pelo SPHAN – Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional  e, em 1988, foi um dos articuladores da reinstalação do Colégio  Brasileiro de Genealogia. Em outubro de 1990 realizou na Faculdade Estácio de Sá, do Rio de Janeiro, sua primeira exposição de História, Genealogia e Heráldica, depois transferida para a Casa de Cultura de Laranjeiras, e que finalmente percorreu alguns municípios dos estados de Minas Gerais e Rio de Janeiro.

Desde 1989 vem proferindo palestras e exposições que versam sobre História, Arquitetura e Genealogia, em diversas instituições no Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo.

Professor do Curso de Formação de Guias Turísticos, para a Cadeira de História do Rio de Janeiro, aplicada ao Turismo e Atrativos Turísticos Culturais – RIOTUR. Assistente do Deputado Rubem Medina, então Secretário de Turismo, para assuntos referentes a História e Turismo da Cidade do Rio de Janeiro (Funcionário Municipal – D.O. 12/2005).

Membro da Comissão Julgadora da “Coleção Patrimônio Cultural”, da Secretaria Especial de Turismo, da Cidade do Rio de Janeiro, para trabalhos de pesquisa e divulgação de informações sobre o patrimônio turístico material e imaterial da Cidade do Rio de Janeiro (sítios históricos, arquitetura, música, artes plásticas e todo tipo de bem cultural ou ambiental).

Integrante do Conselho Editorial da Revista da ASBRAP – Associação Brasileira de Pesquisadores de História e Genealogia – São Paulo.

Presidente do Colégio Brasileiro de Genealogia no biênio junho-2006-2007,
2008-2009 e 2010-2011. Vice-presidente no biênio 2012-2013, em curso.

Autor de umas dezenas de livros que versam sobre História, Arquitetura e Genealogia, entre eles o Dicionário das Famílias Brasileiras.

Membro das seguintes associações:

  • Sócio Titular a Cadeira nº 19 do Colégio Brasileiro de Genealogia – Rio de Janeiro – 1988;
  • Centre d´Entraide Genealogique de France –  1989 ;
  • Instituto Histórico –Genealógico Norte-Fluminense – São João da Barra, Rio de Janeiro – 1992;
  • Instituto Paraibano de genealogia e Heráldica – João Pessoa, Paraíba – 1994;
  • Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico Pernambucano – Recife, Pernambuco – 1995;
  • Instituto Histórico, Geográfico e Genealógico de Sorocaba – Sorocaba, São Paulo – 1996;
  • Sociedade Genealógica Judaica do Brasil – São Paulo – 1999;
  • Fundador do grupo literário Clube da Letra – Rio de Janeiro – 2000;
  • Academia de Letras de Vassouras – Vassouras, Rio de Janeiro – 2001;
  • Ateneu Angrense de Letras e Artes – Angra dos reis, Rio de Janeiro – 2003;
  • Instituto Histórico de Vassouras – Vassouras, Rio de Janeiro – 2004;
  • Instituto Genealógico da Bahia – Salvador, Bahia – 2005;

Publicou as seguintes obras (artigos e livros):

  • Vida e obra do Brigadeiro Alpoim – in Boletim do Searj (Sindicato dos Engenheiros e Arquitetos do Rio de Janeiro).
  • Origens de Algumas Famílias Paraenses (Não Lusitanas) – “O LIBERAL”,  14.05.1985 , fl. 21 – Belém, Pará
  • Os Niemeyer – 200 anos a serviço da engenharia no Brasil –  Boletim da Associação dos Antigos Alunos da Politécnica – 1988/1989;
  • Pernambuco, um sonho genealógico – Carta Mensal, Colégio Brasileiro de Genealogia – 1990;
  • Genealogie France-Brèsil – “La France Genèalogique”, Centre d’Entraide Genealogique de France nº 169 – 1990 ;
  • Informations genealogiques sur les français imigrés au Brésil, aux XVIe et XVIIIe siecles, et y ayant fait souche – idem, nº 170 – 1990 ;
  • Os Herdeiros do Poder – de Francisco Antonio Doria – colaboração – 1994;
  • Villa Ipanema – obra conjunta com Mario Peixoto , Lúcia Abreu e Cláudia Gaspar – 1994;
  • Memória de Ipanema – Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro – 1994;
  • Ipanema, a memória em extinção – Revista “Informativo AFISCO” (Associação dos Fiscais do Licenciamento do Comércio, Indústria e Profissões do Município do Rio de Janeiro) – 1995;
  • Efemérides ipanemenses – O Globo, jornal de bairros – 1994;
  • Memórias históricas do Colégio Rio de Janeiro – revista comemorativa dos 60 anos do Colégio Rio de Janeiro – 1994;
  • Shopping Center Rio Sul – co-autoria com Cláudia Braga Gaspar – Álbum Comemorativo dos 15 anos do Shopping Rio Sul – 1996;
  • Presidentes do Senado no Império – Senado Federal, 783 págs – 1997;
  • Gávea – uma história do Rio – com Cláudia Braga Gaspar.- Agir, 1997;
  • Dicionário das Famílias Brasileiras – em co-autoria com Antonio Henrique Cunha Bueno – Tomo I, 2 volumes, 2531 págs – 1999;
  • idem  – Tomo II, 2 volumes, 2721 págs. – 2001;
  • A genealogia – Coleção Enciclopédia Viva – Guia Prático 001 – 2002.
  • A sétima maravilha do Rio –  Jardim Botânico – Revista “Carioquice” – 2005

Revisor histórico (artigos e livros)

  • Paes Barreto de Rio Formoso – Solar de Mamucabas – de Noemia Paes Barreto Brandão, titular da Academia de Letras do Rio de Janeiro.   Rio de Janeiro, 1992, 232 págs.
  • Wanderley de Sitinhaém – da mesma autora – Rio de Janeiro, 1996, 264 págs.
  • Guia Turístico Rio – pesquisa e revisão histórica – Frente Editora, 1998;
  • Orla carioca, história e cultura – História das praias do Rio de Janeiro – de Cláudia Braga Gaspar. Metalivros, São Paulo, 2004, 288 págs.
  • Capela de Nossa Senhora da Cabeça – de Paulo Bastos – Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro – Secretaria Especial de Turismo – 2005;
  • Mapa Cultural Rio –  Secretaria de Turismo Especial do Rio de Janeiro – Prefeitura Municipal – 2006;
  • Catumbi – História de um bairro – de Mauro Agostinho Costa Matos – Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro – Secretaria Especial de Turismo – Coleção Patrimônio Turístico, 2006;
  • Fortificações cariocas – de Sandra Zivkovic Moraes – Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro – Secretaria Especial de Turismo – Coleção Patrimônio Turístico – 2006;.

Prêmio recebidos:

  • Distinção da «Confédération Internationale de Généalogie et d’Héraldique – Suíça, ao livro: OS HERDEIROS DO PODER – obra conjunta de Francisco Antonio Doria, Carlos Eduardo Barata, Jorge Ricardo Fonseca, Ricardo Teles Araújo e Gilson Nazareth. Prefácio de Joel Rufino dos Santos. Rio de Janeiro, Editora Revan, 1994, 224 pp.
  • Distinguido pela Academia Paulistana de História, com o 22.º Prêmio Clio de História [Agosto de 1998], pelo livro: PRESIDENTES DO SENADO NO IMPÉRIO
  • Comenda D. Aloysio de Almeida – pelo conjunto da obra, Governo do Estado de São Paulo – 2001.

==========
Além dos trabalhos citados acima, participações em ciclos de palestras, simpósios, programas de TV, exposições de história e genealogia. Trabalhos gráficos e artísticos, de heráldica e genealogia. Pesquisas genealógicas e arquitetônicas para diversas prefeituras brasileiras.