CBG – Colégio Brasileiro de Genealogia: Attila Augusto Cruz Machado
Sócios Titulares

Attila Augusto Cruz Machado

Médico e coronel-médico reformado da Força Aérea Brasileira, nasceu na cidade do Rio de Janeiro, então Distrito federal, em 08 de novembro de 1939, filho de Jayr Lacerda Cruz Machado (descendente de diversas famílias povoadoras de Minas Gerais e do Rio de Janeiro) e de Nair da Silva Castro (descendente, entre outros, de João Werneck).

Foi casado com Maria Helena Côrtes Witte, falecida em 2006 e também descendente de famílias povoadoras de Minas Gerais, tendo três filhas, um filho e seis netos.

Ingressou no Colégio brasileiro de genealogia como sócio efetivo em 15 de maio de 1961, passando a Titular, Cadeira 14  – Patrono Visconde Nogueira da Gama) em 05 de novembro de 1968. Exerceu no CBG diversas funções: secretário (1964-1970 e 1973-1978), vice-presidente (1988) e presidente (1988-1990, em face do falecimento do sócio fundador Carlos R. Rheingantz), 1º secretário (200-2001 e 2002-2003), membro do Conselho Fiscal (2004-2005), sendo eleito vice-presidente para os biênios 2006-2007, 2008-2009 e 2010-2011.

Iniciando-se na genealogia em 1960, tem realizado pesquisas em diversos arquivos eclesiásticos, militares, jurídicos, cartoriais, públicos (Nacional, estaduais e municipais) e particulares, e em acervos documentais da Colônia e do Império – guardados em bibliotecas.

Entre outras instituições, é sócio efetivo da ASBRAP – Associação Brasileira de Pesquisadores de História e Genealogia. Além de palestras em congressos e eventos similares, publicou ou tem elaborado as seguintes obras, entre outras:

  • A Família do Senador Antônio Cândido Cruz Machado, Visconde de Serro Frio –Revista Brasil genealógico, Colégio Brasileiro de genealogia.Rio de Janeiro: t. II, nº 4, 1966;
  • A família do Conselheiro Tomaz Coelho – idem, t. 3, nº 2, 1971;
  • Comentários – Descendentes de escravos – capítulo 09.11 da obra A árvore da vida – como se tornar um genealogista amador, de Alvanir Bezerra da Carvalho. Rio de Janeiro, 1999;
  • Processo de habilitação à pensão militar da viúva do Marechal-de-Campo Graduado Raimundo José da Cunha Matos, fundador e 1º vice-presidente do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro desde a sua fundação – Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro. Rio de Janeiro, a.162, n. 410, pp 219-226, jan/mar 2001.
  • Os assentamentos de batismo de Ângela Werneck – Revista Brasil Genealógico, Colégio Brasileiro de Genealogia. Rio de Janeiro: t.IV, nº 3, 2003;
  • Fisicatura-mor – Do físico-mor e do cirurgião-mor do reino e do Império –Os profissionais de saúde no Brasil – 1808-1828 – Rio de Janeiro, 2001. Lançado na Bienal Internacional do livro, 2005).
  • Os Côrtes – descendência de Antônio Gonçalves Côrtes e Ana Gonçalves Rodrigues. – século XVIII até hoje. Rio de Janeiro, 2006.