CBG – Colégio Brasileiro de Genealogia: Dom José Palmeiro Mendes, O.S.B.
Sócios Honorários

Dom José Palmeiro Mendes, O.S.B.

Sacerdote beneditino, seu nome civil é Paulo Palmeiro Mendes. Filho de Cândido Mendes Júnior e Zilá Palmeiro Mendes.

Nasceu em São Paulo no dia 3 de outubro de 1941, mas desde os três meses de idade viveu em Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul. Lá formou-se Bacharel em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1964) e atuou como advogado, notadamente na área do Direito do Trabalho (1964-1975). Cursou um ano a Escola de Comunicação Social da Universidade Católica de Milão (1968-1969).

Como jornalista profissional, foi redator do jornal “Correio do Povo”, Porto Alegre (1961-1975); chefe da Assessoria de Imprensa da Secretaria de Educação e Cultura do Estado do Rio Grande do Sul; assessor de imprensa do Regional Sul 3 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) (1969-1973); assessor de imprensa da Associação Comercial de Porto Alegre (1973-1975); redator de “Mensagem”, Boletim de caráter histórico e de orientação monarquista, do Círculo de Estudos Brasileiros “João Camillo de Oliveira Tôrres” (1972-1975).

Transferiu-se para o Rio de Janeiro fevereiro de 1976, para ingressar no Mosteiro de São Bento, tornado-se sacerdote a partir de 1984.

Formado em Filosofia pela Escola Teológica do Mosteiro de São Bento do Rio de Janeiro (1980) e Bacharel em Teologia pela mesma Escola Teológica (1984). Mestrado em Sacra Teologia (Liturgia) pelo Pontifício Ateneu Santo Anselmo, de Roma (1987). Professor de História da Igreja e de Liturgia da Escola Teológica do Mosteiro (1987-1992).

No Mosteiro de São Bento do Rio de Janeiro foi Abade  de 1992 a 2003. Foi o 85º abade, sendo o 5º e último Abade Territorial do Mosteiro (ordinário do lugar, equiparado aos bispos, embora sem caráter episcopal). Atualmente (2008) é um dos Bibliotecários do Mosteiro, Diretor da Livraria e Editora “umen Christi”, vice-diretor da Faculdade São Bento (coordenador do Curso de Teologia).

É autor de artigos de caráter religioso e histórico no jornal “Correio do Povo” e em revistas religiosas diversas. Além do Colégio Brasileiro de Genealogia, é membro dos Institutos Genealógico Brasileiro e Genealógico do Rio Grande do Sul.

É autor de alguns trabalhos genealógicos, todos ainda inéditos:

  • Árvore de costados de Dom José Palmeiro Mendes
  • Genealogia da Família Imperial Brasileira
  • Árvore de costados do Príncipe Dom Pedro Luiz de Orleans e Bragança” [12 gerações]