CBG – Colégio Brasileiro de Genealogia: Christovão Dias de Avila Pires Junior
Sócios Colaboradores

Christovão Dias de Avila Pires Junior

Nasceu em Niterói, Estado do Rio de Janeiro, em 30 de agosto de 1935. Filho de Christovão Dias de Avila Pires e Maria de Lourdes Pires de Carvalho e Albuquerque. Neto paterno do Ministro STM Garcia Dias de Avila Pires e Maria Luiza Garcez Fróes. Neto materno do Gal. José Joaquim Pires de Carvalho e Albuquerque e Maria Virgínea Cardoso de Castro.

Na sua ascendência é trineto, por linha varonil, duas vezes, do Visconde da Torre de Garcia d’Ávila, Antônio Joaquim Pires de Carvalho e Albuquerque. Neto em 7o grau do Cel Domingos Pires de Carvalho, em 12o grau do 1o Garcia d’Ávila com a Índia Francisca Rodrigues, e de Jerônimo de Albuquerque com a Índia Muira-Ubi, Maria do Espírito Santo Arcoverde, e em 13o grau de Diogo Álvares Caramuru com a Índia Catarina Paraguaçu.

Engenheiro de Fortificação e Construção, pelo Instituto Militar de Engenharia – IME (1965), estudou no Colégio Militar do Rio de Janeiro (1947-1953) e diplomou-se Oficial do Exército, pela Academia Militar das Agulhas Negras, na Arma de Engenharia (jan.1956), exercendo diversas funções técnicas e administrativas no Exército Brasileiro. Foi professor de Arquitetura do Instituto Militar de Engenharia – IME e da Pontifícia Universidade Católica – PUC/RJ.

Deixou o Exército em 1969, a pedido, passando a atuar na iniciativa privada, onde exerceu cargos e funções técnicas e de direção em conceituadas empresas de engenharia e de consultoria, dirigindo e coordenando grandes projetos e obras, participando de diversos cursos, seminários e congressos, empreendendo inúmeras viagens à América do Norte e à Europa, sendo atualmente Consultor em planejamento, coordenação e direção de projetos.

Em 1989 fundou e é mantenedor e presidente do Centro Cultural e de Pesquisas do Castelo da Torre, uma Associação que não tem finalidade econômica, constituída com descendentes de Caramuru e Paraguaçu, na sucessão da Casa da Torre, declarado de Utilidade Pública, pelo Decreto de 10.01.94 (Rio de Janeiro), desenvolvendo o Projeto Castelo da Torre, sendo um defensor e lutador pela documentação, preservação e difusão do Patrimônio Histórico e Cultural Brasileiro, destacando-se as providências para restauração do Castelo da Torre e da Igreja de Nossa Senhora da Graça da Bahia.

Membro/associado de diversas instituições culturais, dentre elas o Colégio Brasileiro de Genealogia, o Instituto de Geografia e História Militar do Brasil, o Instituto Genealógico da Bahia, o Instituto Geográfico e Histórico da Bahia, o Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais e o Instituto Histórico e Geográfico do Rio de Janeiro.

Para o Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro – IHGB participou como membro da Comissão Permanente para Estudos do Meio Ambiente, da Comissão para o Estudo da Prata no Brasil e foi Secretário da Comissão para as Comemorações do IV Centenário do Falecimento do Padre José de Anchieta. Idealizou e coordenou um projeto do IHGB, de âmbito internacional, aprovado pelo Programa Nacional de Apoio à Cultura – PRONAC, MinC, obteve o Patrocínio da TELERJ – Telecomunicações do Rio de Janeiro S.A., promovendo o resgate da Memória e da História da Casa da Torre de Garcia d’Ávila e locais relacionados, compilando, no Brasil e no exterior, informações históricas, técnicas, patrimoniais e culturais, tendo armazenado um acervo único no País.

Entre 2003 e 2007, as principais atividades “in loco” foram interrompidas, por motivo grave de saúde, graças a Deus curado, sendo retomadas com um programa de atividades e (2008-2015), a nível nacional e internacional, destacando-se as recentes comemorações que promoveu em 2009 – CARAMURU 500 ANOS e em 2012 – PARAGUAÇU 500 ANOS, sendo homenageado, em Fátima, Portugal e na Catedral de Santiago de Compostela, na Galícia, Espanha.

Nos últimos vinte e cinco anos, com o desenvolvimento das pesquisas, estudos e projetos. relacionados com a Casa da Torre de Garcia d’Ávila, desde as mais antigas raízes genealógicas no Brasil, em Diogo e Catarina Álvares Caramuru, promovendo e participando de uma sequência de congressos e seminários, nacionais e internacionais, inúmeros trabalhos foram publicados, além de palestras,  entrevistas para jornais, revistas e televisão.

Autor e coordenador do livro BRASÕES DE ARMAS – Armorial Histórico da Casa da Torre de Garcia d’Ávila, 1a edição digital – Apple. Editora Europa. São Paulo, 2012. ISBN 978-85-7960-122-4, que documenta o monumental acervo de Brasões de Armas, já apresentado em dez exposições temáticas, considerado internacionalmente uma das mais importantes coleções armoriadas, não só do Brasil, mas de todo o Novo Mundo.

Responsável pelo sítio na Internet, que criou, disponibilizou e mantém ininterruptamente, desde 1999, sem finalidade lucrativa, contendo um balanceamento de texto e iconografia, que ao mesmo tempo apresenta aparatos acadêmicos e constitui material para pesquisas e para apoio à Educação Patrimonial, à Cultura e ao Turismo. < www.casadatorre.org.br >

20.01.2013