CBG – Colégio Brasileiro de Genealogia: Salvador de Moyá
Patronos

Salvador de Moyá

Coronel Salvador de Moya Rufo. Nasceu em São Paulo a 02.02.1891 e lá também faleceu a 12 de junho de 1973.

Foi um dos nomes tutelares da genealogia brasileira. Assentou praça aos dezesseis anos na Força Pública do estado de São Paulo, à qual serviu durante vinte e seis anos. Promovido a 2.º tenente – 1910; 1.º tenente – 1914; capitão – 1916; major –  1927, tenente-coronel -1932, reformou-se no posto de tenente-coronel em 1933, em conseqüência de ferimentos sofridos durante a Revolução Constitucionalista, em cujo Estado-Maior servira.

Foi um dos fundadores do Instituto Genealógico Brasileiro (1939) e seu presidente perpétuo. Redator dos Anuários Genealógicos Brasileiro, Latino e das respectivas Revistas, onde verdadeiramente reescreveu, a nível genealógico, o Arquivo Nobiliárquico Brasileiro, do Barão Schmidt Vasconcellos.

Foi sócio correspondente do Colégio Brasileiro de Genealogia (desde 10 de junho de 1951) e membro de mais de cem Institutos Históricos e sociedades genealógicas de diversos países.

Entre suas obras, destacam-se:

  • Elenco dos titulares do Império –  São Paulo, Separata da Revista do Arquivo, nº LIX, 1939, pp.131-187 [56 págs.] ;
  • Árvore de costado –  1.ª Série, São Paulo, 1938. Instituto de Estudos Genalógicos;
  • Genealogia resumida  da Casa imperial brasileira e real portuguesa –  Primeira Parte – Tronco (descendência direta) pelo tenente coronel …”. Separata da Revista do Archivo Municipal nº XXVI. São Paulo, s/tip. 1937 [18 x 10 cm], 26 págs. c/ 10 gráficos;
  • Arquivo genealógico brasileiro –  São Paulo, 1973. 120 págs;
  • Descendentes de participantes da Independência do Brasil –  São Paulo, 1972. 193 págs.
  • História Genealógica da Casa de Moya – 14 volumes, 1947-1970
  • Árvores de costados (genealogias) –  1.ª Série – Colleccionadas e com Indices Alphabeticos de Pessoas e de Apellidos – Pelo … Separata do n.º XLVIII da Revista do Archivo Municipal. São Paulo, 1938, IV-50 pranchas-18 págs;
  • Bibliografia heráldico-genealógica –  São Paulo. Revista Genealógica Brasileira.
  • Catálogo de autores genealógicos – Revista do Arquivo Municipal. Prefeitura do Município de São Paulo. Departamento de Cultura de São Paulo. São Paulo. Ano IV. Volume XXXVIII. 1937 – pp. 81-160.
  • Compêndio cronológico –  Editado em 1732, 38 págs. Tradução de 1937. Separata da Revista do Instituto de Estudos Genealógicos, n.º 1, pág. 185/222.
  • Elenco dos Titulares do Império – Separata da Revista do Arquivo. N.º LIX. Departamento de Cultura. São Paulo, 1939, pp. 131-187.
  • História genealógica da Casa de Moya –  Suplemento da Revista Genealógica latina. São Paulo, 14 volumes: Volume I [Compêndio Cronológico, pp. 1-154]; Volume II [Certidão de Nobreza – 1782, , pp. 155-213]; Volume III [1.ª Parte – Origem de Moya, 214-314]; Volume IV [Os de Moya, Na Religião Católica, pp. 301- 340]; Volume V [Os de Moya, Na Religião Católica, pp. 341-440]; Volume VI [Os de Moya, Na Religião Católica, pp. 441-672]; Volume VII [Colaboração e Documentos, pp. 673-848]; Volume VIII [Colaboração e Documentos, pp. 849-932]; Volume IX [Colaboração e Documentos, 1960, pp. 933-1028]; Volume X [Pintor Célebre. Titulares, 1961, pp. 1029-1156]; Volume XI [1962, pp. 1157-1300]; Volume XII [1963, pp. 1157-1473 – aqui, houve erro de paginação]; Volume XIII [1964, pp. 1475-1798]; Volume XIV [Biografia do Autor – 1970, 352 págs. ];
  • Origem de algumas famílias portuguesas que têm brasão de armas – in Anuário Genealógico Latino, vol. I, 1949 – São Paulo, pp. 3-99;
  • Origem de algumas famílias e outras informações curiosas para genealogistas – in Anuário Genealógico Latino, vol. V, 1953 – São Paulo, pp. 45-67;
  • Os Gonçalves (de Queluz) –  Separata do Volume XXI da Revista do Arquivo Municipal. Empresa Graphica da Revista dos Tribunais, São Paulo, 1936, pp.67-86
  • Simbologia heráldica – Suplemento da Revista Genealógica Latina. São Paulo, 1961, 405 pp.
  • Famílias brasileiras de origem germânica, subsídios genealógicos – Publicação conjunta do Instituto Genealógico Brasileiro e do Instituto Hans Staden. São Paulo. Esc. Prof. Salesianas. 1962-. 6 volumes. – em co-autoria com Carlos Fouquet
  • Subsídios genealógicos. Famílias brasileiras de origem germânica-  Publicação Conjunta do Instituto Genealógico Brasileiro e do Instituto Hans Staden: Volume I [São Paulo, 1962, 224 págs.]; Volume II [São Paulo, 1963, pp. 225-416.]; Volume III [São Paulo, 1964, pp. 417-576.]; Volume IV [São Paulo, 1965, pp. 577-744.]; Volume V [São Paulo, 1967, pp. 745-920.]; Volume VI [São Paulo, 1975 – Uma publicação do Instituto Hans Staden de Ciências, Letras e Intercâmbio Cultural Brasileiro-Alemão, 308 págs..]; Volume VII [São Paulo, 1989 – Uma publicação do Instituto Hans Staden. Apoio Cultural Mannesmann Comercial S.A., 151 págs..]. O volume VI, teve por redatores: Elly Herkenhoff e Rosa Herkenhoff. O volume VII, foi elaborado por Elly Herkenhoff e Maria Thereza Böbel. – em co-autoria com Carlos Fouquet
  • índices das Nobiliarquias Pernambucana e Paulistana;
  • Dicionário Bibliográfico de Apelidos Luso-Brasileiros;