CBG – Colégio Brasileiro de Genealogia: Allex Assis Milagre
Galeria de Associados

Allex Assis Milagre

Filho do Dr. José Bonifácio Milagre e de Isaura Maria de Assis Milagre, Allex Milagre – como era conhecido, nasceu em Conselheiro Lafaiete, Minas Gerais, a 21 de abril de 1971. Cursou Filosofia no Seminário Imaculada Conceição, em Campos dos Goitacases – RJ, e graduou-se em Comunicação Social na UNIPAC Lafaiete. Dedicava-se às pesquisas históricas sobre a região de Carijós (hoje Conselheiro Lafaiete), e ao estudo da genealogia das famílias que povoaram a região. Associou-se ao Colégio Brasileiro de Genealogia em 25.11.1996. Membro efetivo fundador da Academia de Ciências e Letras de Conselheiro Lafaiete, onde ocupava a Cadeira 17, já tendo sido presidente e onde ocupava, ao falecer, o cargo de vice-presidente. Sócio do Instituto Histórico de Niterói – RJ, da Academia de Letras de São João del Rei – MG e da ASBRAP – Associação de Pesquisadores de História e Genealogia. Na área do jornalismo, atuava como redator e membro do Conselho Editorial dos jornais mineiros Correio da Cidade de Conselheiro Lafaiete, e Ponto de Vista de Ouro Branco; editor do jornal Panorama Cultural e integrante da assessoria de comunicação da UNIPAC Lafaiete. Como músico, foi regente do Coro e Orquestra Regina Cœli, da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição, por quase dez anos, período em que resgatou a obra de compositores sacros da região. Juntamente com os músicos Ernani Aguiar, Aluísio Viegas e Carlos Eduardo Fecher, integrava a Equipe de Pesquisa Curt Lange, que se dedica à pesquisa de compositores dos séculos 18 e 19. Compôs diversas músicas para piano, órgão, coro e orquestra. Deixou diversos trabalhos publicados em jornais e revistas especializados em historiografia. Poeta bissexto, alguns de seus poemas encontram-se na série da antologia “Lafaiete em prosa e verso”, editada pelo Consórcio Mineiro de Comunicação. Foi premiado em vários concursos literários de diversas regiões do país. Autor dos trabalhos: Lafayette Rodrigues Pereira, Um Ilustre Queluzense 2009; Memorial da Câmara Municipal de Conselheiro Lafaiete – jornal Correio da Cidade, 2005; Os Pereira Brandão – in RIBEIRO, José Américo; BRANDÃO, Eduardo Carvalho; BRANDÃO, Olímpio Garcia – CAMINHOS DO CERRADO, 2005, págs. 415 a 444; Ad Patres – esboço genealógico da família Rodrigues Milagres – jornal Correio da Cidade, 2002; Padre José Duarte de Souza Albuquerque – 1899/1999 – biografia e genealogia– 2001; Queluz de Minas ou Conselheiro Lafaiete? – 1998; Os 250 anos do Bispado de Mariana – 1996;
– A Sociedade São Vicente de Paulo de Queluz de Minas a Conselheiro Lafaiete – 1995; – Os Baeta Neves – in “Genealogia Mineira”, jornal Panorama Cultural edições 215 a 222; Os Gonçalves Correia – idem, edições 223 a 227; Os Ferreira de Souza – idem, edições 228 a 230; A Irmã do Alferes – descendência de Antônia Ritta de Jesus, irmã do alferes Joaquim José da Silva Xavier – idem, edições 231 a.235. Obras que deixou sem publicação: Memórias Histórias da Freguesia de Nossa Senhora da Conceição da Real Vila de Queluz; Ensaios Genealógicos de Famílias Queluzenses – levantamento sobre as famílias Baeta Neves, Costa Oliveira, Ferreira de Souza, Gonçalves Correia, Meirelles, Pereira Brandão, Rodrigues Milagres, Tavares de Melo; Memórias Históricas do Antigo Arraial de São José do Carrapicho (atual Joselândia) – incluindo genealogia de João Francisco de Assis, benfeitor da localidade. Em decorrência de complicações no pós-operatório de uma cirurgia a que se tinha submetido, faleceu na madrugada do dia 17 de novembro de 2009, sendo sepultado às 17h do mesmo dia no Cemitério Paroquial N.Sra. da Conceição, em Conselheiro Lafaiete-MG.