CBG – Colégio Brasileiro de Genealogia: Abel Cardoso Junior
Galeria de Associados

Abel Cardoso Junior

Nasceu em 28.11.1938 em Guarantã, cidade do noroeste paulista. Residia em Sorocaba-SP desde 1945, onde exerceu atividades no magistério primário, licenciando-se em Pedagogia e chegando a diretor de escola estadual (1968-1988), cargo em que se aposentou. Faleceu de complicações renais em 16 de novembro de 2003, um domingo, na cidade de Sorocaba-SP. Pesquisador, articulista e escritor. Membro da Academia Sorocabana de Letras e do Instituto Histórico, Geográfico e Genealógico de Sorocaba, colaborou também no Jornal dos Professores do Centro do Professorado Paulista (CPP). Associou-se ao Colégio Brasileiro de Genealogia em 29.02.1996. Considerado um dos mais notáveis nomes da pesquisa de nossa música popular. Seus livros, Carmen Miranda, a cantora do Brasil e As 1000 canções do Rei da Voz, são referências obrigatórias para todos aqueles que gostam e se dedicam à pesquisa da Música Popular Brasileira. A biografia de Carmen é referida como a melhor até hoje já escrita sobre a Pequena Notável. Personalidade generosa, possuía um valioso acervo sobre música brasileira e foi durante muitos anos consultor da gravadora Revivendo, responsável pela composição de todos os encartes dos Lps e depois CDs. Publicou cerca de 200 artigos nos mais renomados meios de comunicação do país sobre a história da MPB, sempre preocupado com a verdade histórica. Foi colaborador na publicação da discografia de Carmen Miranda, Gastão Formenti, Aurora Miranda, Orlando Silva e Francisco Alves, esta em colaboração com Roberto Gambardela. Além dos inúmeros artigos citados, publicou: Carmen Miranda, a cantora do Brasil – 1978, 436 págs.; Cornéllio Pires – Primeiro produtor independente de discos do Brasil – 1986, 21 págs.; Francisco Alves – As mil canções do Rei da Voz – Revivendo, 1998, 500 págs., edição comemorativa do centenário do Rei da Voz e dos 10 anos da Revivendo Músicas. Foi autor também de parte de pesquisa do catálogo do espetáculo “Raros e inéditos” (Sesc Pompéia, São Paulo, 1995, 40 págs.), e colaborador de Zuza Homem de Melo no livro “As Canções no Tempo” (Ed. 34, 1997, dois volumes).