CBG – Colégio Brasileiro de Genealogia: Lais Ottoni Barbosa Ferreira
Antigos Titulares

Lais Ottoni Barbosa Ferreira

Nasceu em Teófilo Otoni, estado de Minas Gerais, descendente do poeta e diplomata José Eloy Ottoni.

Assistente Social e Psicóloga, especializou-se em Reabilitação Profissional, tendo ocupado, entre outras, a função de Delegada Regional do INSS – Instituto Nacional de Seguridade Social para o então estado da Guanabara. Em função do acordo cultural Brasil – Espanha, foi enviada a Madrid, e sua tese sobre legislação previdenciária comparada foi publicada na Revista da Organização Ibero – Americana de Seguro Social (OISS) em 1971, recebendo também na Espanha uma bolsa “ad honorem”.

Em Madrid conheceu seu futuro marido, um executivo engenheiro de uma companhia inglesa, passando depois de casada a viver cinco anos em Barcelona e dez anos em Londres. Na Inglaterra começou a se interessar pela genealogia, e regressando ao Brasil, se inscreveu no Colégio Brasileiro de Genealogia.

Após anos de pesquisas, escreveu e publicou o livro “Os Ottoni, Descendentes e Colaterais” lançado no Istituto Italiano di Cultura do Rio de Janeiro, em 2000. No livro se pode acompanhar a trajetória familiar desde 1708, quando Manoel Ottoni se casou com Maria Thereza Bisi, em Gênova – Itália, e sua vinda para o Brasil com o filho Jorge, em 1724, procedente de Lisboa.

Em 2004, foi eleita Sócia Titular do CBG, tornando-se também membro correspondente do Instituto Histórico, Geográfico e Genealógico de Sorocaba – SP. No mesmo ano completou o trabalho “Povoadores do vale do Mucuri”, que estuda os primeiros tempos do povamento, os imigrantes que para lá foram encaminhados, e sua participação no processo de desenvolvimento da Região.

Em 2005 lançou outra obra: “Raízes Mineiras”, depois de três anos de pesquisas. Trata-se de um estudo genealógico das famílias Costa Pinto e Ferreira da Cunha, cujos integrantes desempenham ainda importante papel na vida social e política de nosso país. Acompanhando também os sucessos e os percalços de seus descendentes, que mantiveram sempre vivas as tradições familiares, de cumprimento dos deveres de cidadania, e amor à Pátria.

Faleceu no Rio de Janeiro a 28 de maio de 2016.