CBG – Colégio Brasileiro de Genealogia: José Botelho de Athayde
Antigos Titulares

José Botelho de Athayde

Nasceu em 03 de fevereiro de 1916, em Macaé, estado do Rio de Janeiro, filho de Antônio Lisboa de Athayde e Guiomar (Passos) Botelho de Athayde. Conhecido como J.B. de Athayde, faleceu na cidade Cruzeiro, estado de São Paulo, em 09 de novembro de 1974.

Fez seus primeiros estudos no Liceu de Artes e Ofícios do Rio de Janeiro. Formado em contabilidade industrial, foi chefe da Divisão de Custos Diversos e Serviços Sociais da Companhia Siderúrgica Nacional, em Volta Redonda.

Casou-se em Barra do Piraí, a 03 de fevereiro de 1945, com Genny Savino, tendo cinco filhos: Bertha Gytta [17.11.1945]; Frederico Guilherme [22.09.1947-11.08.1989]; José Eduardo [22.10.1954-14.02.1955]; Luiz Antônio [06.04.1956] e Carla Rossana [29.06.1957] – todos Savino de Athayde.

Pertenceu a diversas instituições culturais: Instituto Portonovense de História, Instituto Genealógico Brasileiro, Instituto Histórico de Niterói, Instituto de Estudos Valeparaibanos, Instituto Genealógico de São Paulo e  Ateneu Angrense de Letras e Artes.

Participou da fundação dos seminários A Razão (1945), A Inúbiae o Vale do Paraíba (1952). Por seu conhecimento e dedicação à região, recebeu da Câmara Municipal de Volta Redonda-RJ o título de Cidadão Voltaredondense.

Foi admitido no Colégio Brasileiro de Genealogia em 30 de agosto de 1958, sendo eleito Titular em 27 de maio de 1972.

Grande conhecedor e estudioso da historiografia e genealogia fluminenses, deixou vasta produção publicada em jornais de Barra Mansa, Volta Redonda e Rio de Janeiro. Deixou extensa produção, indispensável ao estudo da genealogia fluminense, ainda hoje à espera de um levantamento: de seus trabalhos, muitos ainda são inéditos, enquanto outros estão desaparecidos.

São de sua autoria:

1. Obras publicadas

  • Doutor Domiciano Leite Ribeiro – Visconde de Araxá – 1954;
  • Volta Redonda – A Cidade do Aço, 1954
  • A Igreja Matriz de São Sebastião da Barra Mansa, vol.1- 1960;
  • Volta Redonda e a Campanha Emancipalista, 1962;
  • Fagundes Varela e seus parentes de Barra Mansa, 1964
  • Volta Redonda através de 220 anos de História, 1965;
  • Famílias Fluminenses – Volume I, Machado Botelho (de Cantagalo), 1971;
  • Barra Mansa e seus Administradores – 1971;
  • Um Médico do Império (Dr. Lopo Diniz), 1971;

2. Outros trabalhos:

  • Famílias Fluminense – Volume II, Dutra de Escobar;
  • Família Pereira da Cruz  – inédito;
  • Família Magalhães Louzada  – inédito;
  • Família Silva Freire – inédito;
  • A Siderurgia no Brasil – inédito;
  •  A Maçonaria no Império – inédito;
  • Antiqualhas Barrenses – inédito;
  • A Imprensa Fluminense – inédito;
  • Barra Mansa – A Pittsburgh Fluminense – inédito;
  • Família do Coronel Custódio Ferreira Leite, barão de Ayuruoca – inédito;
  • As mais ilustres figuras da maçonaria brasileira – inédito;
  • Coletânea de poetas fluminenses – dois volumes inéditos;
  • O Clube dos Funcionários da Cia. Siderúrgica Nacional  – inédito;
  • Templos Fluminenses – inédito;
  •  O Povoamento de Cantagalo pela Gente de Guarapiranga e suas vizinhanças – inédito;
  • Santa Maria Madalena – inédito;
  • São Sebastião do Alto – inédito;
  • Comendador Breves – O Rei do Café – três volumes inéditos;
  • Piraí (inédito);
  • A Igreja Matriz de São Sebastião de Barra Mansa – 2º volume (inédito);
  • Família Lima e Silva – inédito;
  • Família Morais (de Trajano de Morais) – inédito;
  • Família Gonçalves de Morais (de Piraí) – inédito;
  • Família Pereira da Silva – inédito;
  • Achegas para a Genealogia Werneck (de Leopoldina) – Revista Genealógica Latina, VIII, 65;
  • Família Van Herven – Revista Genealógica Latina, VIII, 291;
  • Famílias Suíças – Família Rimes – Revista   Genealógica Latina, VIII, 296;
  • Famílias Suíças  – Família Lemgruber – Revista Genealógica Latina, VIII, 297.