CBG – Colégio Brasileiro de Genealogia: Betty Antunes de Oliveira
Antigos Titulares

Betty Antunes de Oliveira

Nasceu no Rio de Janeiro em 13 de maio de 1919, filha de Ricardo Pitrowsky e Eugenia (Thomas) Pitrowsky. Casou-se na cidade do Rio de Janeiro a 14.01.1938 com o Pastor Albérico Antunes de Oliveira, já falecido. Tem seis filhos, sete netos e nove bisnetos.

Formação Cultural

  • Bacharel em Ciências e Artes da Educação, pelo Colégio Batista, Rio de Janeiro, RJ.
  • Bacharel em Jornalismo, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.
  • Graduada em Piano e Órgão; e Composição e Regência, pela Escola de Música da Universidade Federal Rio de Janeiro.

Situação funcional

  • Professora do Colégio Estadual do Amazonas, por concurso de títulos.
  • Coordenadora para Assuntos Culturais, da Secretaria da Educação e Cultura do Amazonas.
  • Professora, por concurso, da Escola Técnica do Amazonas.
  • Funcionária da Biblioteca Nacional – Setor de Música.
  • Aposentada em 1979, pelo Ministério da Educação e Cultura.

Títulos

Escritora, Jornalista, Organista, Pianista, Regente Coral, Pesquisadora em  História e Genealogia

Membro da Academia Evangélica de Letras do Brasil, da Associação de Pesquisadores de História e Genealogia. Sócia Correspondente do Instituto Histórico, Geográfico e Genealógico de Sorocaba-SP.

Associou-se ao Colégio Brasileiro de Genealogia a 05.12.1988, desligando-se, a pedido, em 07.02.2008.

Autora de:

  • Movimento de Passageiros Norte Americanos no Porto do Rio de Janeiro de 1860 – 1890 – em 1981 – Centelha em Restolho Seco, uma contribuição para a História dos Primórdios do Trabalho Batista no Brasil  – duas edições:1985 e 2005;
  • Biografia de Antônio Teixeira de Albuquerque, o Primeiro Pastor Batista Brasileiro (1880) – 1982;
  • North American Imigrantion to Brazil. Tombstone Reconds of the Campo Cemetery, Sta. Barbara, SP – 1978;
  • Do Arado ao Cajado (Biografia do Pastor Ricardo Pitrowsky em comemoração), 1991 (inédito).

além de vários impressos relativos ao trabalho na área de imigração norte-americana para Santa Bárbara do Oeste, e pomerana (alemã) para o Rio Grande do Sul.

Faleceu no Rio de Janeiro-RJ a 11 de outubro de 2016.