CBG – Colégio Brasileiro de Genealogia: Museu da Justiça do Estado do Rio de Janeiro

Museu da Justiça do Estado do Rio de Janeiro

Seu acervo é constituído de processos, livros, fitas de vídeo e áudio, e objetos relacionados com fatos significativos e personalidades de destaque da história do Judiciário fluminense, contando atualmente com cerca de 20.000 processos judiciais, 1.600 livros de atos judiciários e 60 horas em arquivos sonoros e visuais.

Os processos judiciais envolvem casos de grande repercussão criminal, inventários de personalidades políticas eminentes e demandas cíveis e comerciais de relevância na vida social e política do Rio de Janeiro.

Desde 1998, com a extinção dos Tribunais de Alçada do Estado, o Museu funciona no 3º andar do antigo Palácio da Justiça, histórico prédio situado à Rua Dom Manuel nº 29, onde funcionaram sucessivamente três Cortes de Justiça: a Corte de Apelação do antigo Distrito Federal, o Tribunal de Justiça do Estado da Guanabara e o Tribunal de Alçada Criminal do Estado do Rio de Janeiro. Em Niterói permaneceu o Centro da Memória Judiciária daquela Comarca.

Endereço:
Serviço de Documentação Histórica
Rua Dom Manuel, 29 – 3º andar – sala 304.
Praça XV de Novembro. Centro.
TEL: 3133-3765

Consultas online

Página do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro:  www.tjrj.jus.br

Como consultar:

  • Aba Institucional
  • Na lista apresentada à esquerda, Museu da Justiça
  • Acervo / Consulta ao Acervo do Museu
  • Ler com atenção as instruções para essas consultas
  • Pesquisa Processos

Competência/AçãoA partir daí, guie-se pelo seu interesse. As competências são:  Administrativa, Cível e Criminal. Cada uma oferece as classificações. Vc escolhe a de seu interesse e determina o período a ser pesquisado. Inventários são fonte riquíssima de dados genealógicos e pertencem à competência Cível, por exemplo.

Siga as instruções de solicitação, obrigatoriamente feita online. Em retorno, o usuário é comunicado por correio eletrônico, quanto à possibilidade de disponibilização do documento solicitado.

Após ser informado da disponibilização do documento, o usuário tem 15 dias para iniciar a pesquisa. Caso não compareça, somente após 15 dias estará apto a ter outra solicitação aceita.

O atendimento (consulta in loco) dá-se das 11h às 17:30.